Como funciona a caderneta de poupança e suas principais características.

CADERNETA DE POUPANÇA

Você sabia que a caderneta de poupança é um dos produtos bancários mais antigos no Brasil? Foi criado em 1861 pelo imperador D. Pedro II. Desde aquela época foi estipulado que esta modalidade financeira renderia 6% de juros ao ano, o que historicamente foi mantido ao longo dos anos, e o dinheiro seria devolvido quando o seu dono solicitasse.

Ao longo dos anos surgiram mudanças e as regras foram atualizadas com a formalização de novos decretos sobre a poupança. Atualmente, o rendimento é de 0,5% mensais mais TR (taxa referencial), o que corresponde a correção monetária. Mesmo com baixos rendimentos a poupança, talvez pela facilidade de adesão e a isenção de impostos tornou-se a forma mais eficiente de poupar e juntar dinheiro.

Como funciona o rendimento da poupança?

Com as atualizações do cálculo do rendimento, desde o dia 4 de maio de 2012 passou a depender da taxa de juros SELIC, acrescido da TR (taxa referencial), que é calculado no dia do depósito mais a remuneração atual da poupança que é de 0,5% mensais e 6,17% ao ano.

Quer saber os valores de rendimento da poupança? O Banco do Brasil disponibiliza em seu site a calculadora do cidadão com todos estes valores para você acompanhar os valores atuais ou de outras datas da TR e da poupança.

Exemplo: Para calcular o valor de rendimento da poupança trata-se de uma equação simples: TR + 0,6%. Em uma simulação de R$3.000 aplicados no dia 01 de setembro de 2015 até 30 dias depois teríamos o total de R$3.020,79. Pode parecer pouco, mas o valor total final sempre dependerá de dois fatores importantes: o valor total depositado na poupança e por quanto tempo você montante ficará aplicado.

Além disso, existem algumas vantagens que reforçam a popularidade da poupança:

  • Não há limites mínimos para aplicações ou resgates
  • Não existem taxas administrativas
  • É isenta de IR (Imposto de Renda) e IOF (Imposto sobre movimentações financeiras)
  • Não há carência para realização dos resgastes
  • Todos os depósitos são remunerados e acrescidos juros (mensalmente para pessoas físicas e trimestralmente para pessoas jurídicas)

Além dessas características, a poupança tem uma grande vantagem de ter os mesmos benefícios e rendimentos em todos os bancos, determinados pelo Banco Central. O que facilita muito no momento de escolher um banco para abertura da caderneta de poupança, que pode ser por localização ou alguma instituição que você tenha relacionamento por mais tempo.

Quais as taxas de juros da poupança que estão envolvidas com o rendimento?

Você já aplicou algum valor na poupança? Tem ideia de quais taxas de juros estão ligadas ao valor de rendimento? Desde a sua criação até os dias de hoje a poupança tem sido uma das opções mais seguras de investimento pela sua solidez e certeza de rendimento, mesmo que o mínimo comparado com outros produtos bancários seja mais baixo, como os de renda fixa, por exemplo.

Talvez por possuir muitos benefícios e garantias fazem com que esta seja a forma de investimento mais escolhida. Por outro lado, a sua facilidade de contratação também pode ser um fator pela sua alta adesão. Em contrapartida, a maioria das pessoas desconhece como os rendimentos são calculados, elas têm ciência apenas que existe um valor de juros a ser acrescido mensalmente. Para desmistificar o cálculo da taxa de juros da poupança selecionamos as três variáveis que implicam no cálculo do valor. Confira a explicação detalhada de cada uma!

 

Data de aniversário da sua conta poupança

 

rendimento da poupança é calculado mensalmente de acordo com a data do primeiro depósito. Em outras palavras, recomendamos que os depósitos sejam sempre feitos na mesma data. Se você recebe o seu salário todo dia 5, uma boa sugestão é realizar os seus pagamentos nesta data e reservar um percentual para aplicar na poupança todo dia 6, por exemplo.

Neste exemplo, a data de aniversário da sua poupança será o dia 6, ou seja, no mês seguinte neste mesmo dia será calculado os seus rendimentos e aplicados ao montante. Recomendamos também que os saques sejam realizados depois da data de aniversário.

Selic

 

Em maio de 2012 as regras da poupança mudaram e ficou da seguinte forma; sempre que a taxa básica de juros (Selic) estiver menor ou igual a 8,5% os rendimentos da poupança serão 70% da Selic mais a Taxa Referencial. Caso a taxa Selic seja maior que 8,5% valerá o cálculo antigo, instituído antes de maio de 2012, onde o rendimento anual é de de 6,17%, ou seja, 0,5% ao mês mais a TR, que é calculada e divulgada diariamente no site do BACEN (Banco Central).

 

Taxas administrativas

A caderneta é isenta da cobrança de impostos, mas dependendo da instituição bancária escolhida para abertura da sua conta-poupança pode existir uma quantidade máxima de depósitos, saques e movimentações mensais, a partir desta quantidade pré-estipulada com o seu banco poderão haver cobranças de taxas. Portanto, fique atento ao contrato de serviços firmado com o seu banco para saber o número de transações contratadas.

Tarifas

Não existem tarifas no pacote básico de uma conta poupança. Segundo o Conselho Monetário Nacional existem alguns serviços que são essenciais e devem ser gratuitos. São eles:

  • Cartão para movimentação da conta poupança
  • 2 saques por mês (no caixa da agência ou terminais de autoatendimento)
  • 2 transferências por mês para outras contas de mesma titularidade
  • 2 extratos consolidados mensais
  • Consultas gratuitas do extrato na internet
  • Extrato anual consolidado (geralmente entregues em fevereiro para o titular)
  • Saques realizados em terminais de autoatendimento dentro de 30 minutos devem ser considerados um único evento

Caso seja excedido este limite estabelecido em contrato, no momento da abertura da conta, pode ser cobrada uma taxa pelo serviço excedente. Recomendamos que você verifique o contrato ou converse com o seu gerente bancário para entender estas cobranças e evitar que sejam computadas tarifas desnecessárias.

Empresas

As contas poupanças jurídicas para empresas com fins lucrativos têm remuneração trimestral, e o crédito efetuado na data de aniversário da conta. Existe também uma tributação a uma alíquota de 22,5% tributados diretamente do imposto de renda, mas que quanto mais tempo investidos menor será a tributação.

A poupança deve ser um investimento reserva para a companhia e deve ser considerada outras opções, como a compra de títulos de tesouro nacional ou outras aplicações que em parceria com o gerente bancário ou consultor financeiro seja comprovado que os rendimentos superarão os valores de impostos cobrados.

No caso de empresas, a poupança não é tão interessante pela alta carga tributária, mas pode ser uma alternativa, pelo mesmo motivo para as pessoas físicas. O dinheiro fica rendendo juros, mas existe sempre a possibilidade de saque a qualquer momento. Mesmo assim a nossa dica é que os investimentos da companhia seja aplicados em outros rendimentos e que a poupança seja um deles, não apenas o único.

Como criar uma conta poupança?

A abertura de uma conta poupança é bastante simples quando comparado com a contratação dos demais serviços bancários. Para correntistas não é necessário apresentar nenhum documento adicional, porém pode ser que você escolha outro banco que apresente mais vantagens e maior quantidade de transações inclusas.

De modo geral, todos os bancos exigem apresentação de um documento de identificação (RG, CNH ou passaporte), CPF e comprovante de residência recente (com data menor que 180 dias), cópias simples e acompanhadas dos originais para validação do gerente. Algumas instituições podem exigir um comprovante de renda, mas na maioria é opcional a apresentação do holerite.

Outra exigência que o banco pode fazer é que para a abertura da conta seja realizado um depósito inicial em uma quantia estipulada. Confira nos sites das instituições se existe esta obrigatoriedade e confira no momento da assinatura de adesão. Em uma pesquisa na internet, os bancos mais comuns (ItaúBradescoSantanderCaixa Econômica Federal ou Banco do Brasil) não exigem um valor mínimo inicial.

 

Importante: Para menores de idade é imprescindível a presença dos pais ou de  um responsável legal com os mesmos documentos solicitados ao titular, cópias e originais dos documentos. Alguns bancos liberam a abertura de conta própria em alguns casos especiais e comprovados, caso o menor seja: emancipado, casado, formado, concursado ou tenha emprego fixo.

No momento em que for abrir a sua conta poupança, aproveite para consultar o seu futuro gerente sobre os outros produtos do banco que tenha baixo risco. Normalmente os bancos oferecem: Títulos de Capitalização, CDB e Renda Fixa, Previdência Privada ou Fundos. Aproveite a oportunidade para entender cada um, os riscos atrelados e a rentabilidade.

Como escolher o melhor banco para poupança?

 

Escolher um banco para abertura da poupança pode ser complicado porque não existe nenhum diferencial explícito, não existem taxas, cobrança de IOF e a rentabilidade é a mesma em qualquer banco. Os fatores que podem ser considerados diferenciais são: atendimento, proximidade da agência bancária do seu trabalho ou residência e quantidade de reclamações no BACEN ou PROCON.

 

Outra informação importante é que aplicações na poupança de até R$250.000,00 estão garantidas automaticamente pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) e quantias superiores infelizmente não há nenhum tipo de garantia na maioria dos bancos, exceto na Caixa Econômica Federal que garante o total do investimento independente do valor.

A nossa dica para investimentos superiores a R$250 mil é investir em algo que traga mais rentabilidade, como fundos DI e CDBs de bancos de médio porte. Com a inflação ultrapassando 10%, a aplicação em poupança acaba não compensando. Para facilitar a sua busca, nós pesquisamos os serviços de poupança dos principais bancos. Veja as informações de cada um!

Banco Itaú

O banco oferece o produto Poupança Multidata que permite o depósito em diferentes datas. O valor inicial para abertura da conta é de R$50,00. O banco também oferece serviços de consultoria financeira nos telefones: 4004 4828 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 970 4828 (outras localidades).

Banco Bradesco

O Bradesco oferece Conta Poupança atrelada ou não a conta corrente. Não exige valor mínimo para abertura da conta, mas a abertura da mesma está sujeita a aprovação. A instituição oferece também o Net Finanças Pessoais para gerenciar as suas finanças.

Banco Santander

A instituição possui o serviço de conta poupança sem necessidade de depósito inicial e o serviço de depósito programado poupança para garantir que o correntista não precise se preocupar com as transferências. Outra vantagem são os descontos de tarifas da conta corrente para quem tiver poupança.

Caixa Econômica Federal

A CEF tem as mesmas vantagens dos outros bancos, com o diferencial de poder abrir a conta poupança sem burocracia em qualquer correspondente bancários ou lotéricas. O único porém é que contas abertas nos correspondentes têm o limite de R$2 mil reais, mas essa trava pode ser retirada indo em qualquer agência da Caixa e apresentando os documentos de identificação, CPF e comprovante de residência.

Banco do Brasil

O BB não exige valor mínimo para aplicação na poupança, mas solicita que seja feito um primeiro depósito para ativação da conta. Para quem exerce atividade remunerada, a instituição pede que seja apresentado o holerite no momento de abertura da caderneta.

Agora que você já conhece um pouco dos principais bancos, vale a pena analisar o seu relacionamento e experiências que já teve com cada um deles na hora de optar por qual banco irá abrir a sua poupança. Leve em consideração a localização, o atendimento (presencial, por telefone ou aplicativo – se tiver) e outros fatores que você julgue importante um banco ter.

Como investir na poupança e ter sucesso com isso?

É muito fácil investir na poupança, quase todos os brasileiros tem a cultura de que, quando precisam poupar dinheiro, ela é a melhor forma. Não é raro ouvir histórias de pais que durante a infância dos filhos abriram uma conta-poupança, assim quando as crianças crescerem possam escolher entre uma boa faculdade ou a compra de um carro.

Uma dica é prestar atenção nos saques e resgates fora da data de aniversário da conta. Isso porque os saques em outras datas implicam no cálculo dos rendimentos do mês feitos em cima do menor valor. Por exemplo, se você mantiver 3 mil reais na sua caderneta e por algum motivo realizar um saque de 2 mil, o cálculo dos rendimentos será feito com base no menor valor, ou seja 1 mil reais.

Outro aspecto que deve ser levado em consideração refere-se a uma lei 12.703 criada em 2012, que possui como regra estabelecer a data de aniversário postergada para o 1º dia do mês seguinte os depósitos realizados nos dias 29, 30 e 31. Deve-se tomar cuidado para não realizar saques na data anterior ao aniversário da conta, recomendamos que os saques devam ser feitos 1 dia útil após a data do aniversário.

Sugerimos que você verifique a data de aniversário da sua conta poupança no extrato do seu banco. Em muitos casos, os bancos permitem que sejam feitos depósitos em diferentes datas, outros bancos sugerem a abertura de novas contas, caso a data do aporte seja diferente da data de aniversário.

Para que o exemplo acima não ocorra, recomendamos que você concentre as suas aplicações sempre na mesma data. Existem bancos que oferecem o serviço de programação automática do investimento. Neste caso, o valor estipulado por você será debitado da sua conta corrente e transferido para a conta poupança na data programada.

Como funcionam os resgates da poupança?

O objetivo da poupança pode mudar com o decorrer do tempo, principalmente porque a caderneta é um investimento de longo tempo, sem prazo para expirar. Se durante este tempo você precisar sacar parte dos seus investimentos fique atento em algumas regras básicas sobre os tipos de resgastes.

Como é possível ter uma poupança com múltiplas datas de investimentos, no caso de um saque o valor não será integralmente descontado de uma data de aniversário. Existe uma regra simples para o cálculo dos rendimentos deste saque; o valor será sempre retirado do primeiro saldo de depósitos feitos a partir de 2012, quando entrou em vigor a nova regra de remuneração e caso seja necessário do saldo antigo (anterior a 3 de maio de 2012).

E no caso do saque que você realizar irá utilizar o valor proporcional á nova regra, o débito será abatido da remuneração das parcelas que já completaram a data de aniversário. Em seguida, o banco descontará sobre o valor das parcelas que ainda não fizeram aniversário, garantindo assim o máximo de rentabilidade.

O mesmo exemplo é válido no caso de investimentos, imagine que você deposite no mesmo mês uma quantia em três datas diferentes. Por exemplo, realizou um saque de mil reais nos dias 1, 2 e 5, mas precisou resgatar dois mil reais no dia 3 do mês seguinte. Este débito será feito com base nos saques dos dias 1 e 2 automaticamente porque eles completaram aniversário, os mil reais seguintes serão preservados na conta para que possa completar aniversário no dia 5, se não houver novos saques.

Por causa destas atualizações mensais existem algumas dicas importantes para não perder a rentabilidade da aplicação realizando um saque na data errada. Confira!

Menor saldo do período

A rentabilidade será sempre calculada em cima do menor valor. Se você começar o mês com R$5.000 e depois efetuar o saque de R$4.000, os rendimentos serão calculados em cima do valor de R$1.000. Este exemplo mostra que débitos fora da data de aniversário podem prejudicar significativamente a rentabilidade da sua poupança.

Subcontas ou múltiplas contas

Alguns bancos exigem que os depósitos na conta poupança sejam realizadas em apenas uma data, outros oferecerem o serviço de transferência automática para a poupança na data que você programar. Mas depositando em datas diferentes em algumas instituições você cria várias contas e o sistema sempre irá priorizar o saque do montante que já tiver completado aniversário.

Dias úteis e não úteis

Caso a data de aniversário do seu investimento não for um dia útil, não saque no dia anterior. A regra simples é que os débitos sejam sempre realizados um dia após o aniversário ou no dia útil subsequente. Esperar o próximo dia útil irá garantir que você saque sem perder os juros.

Conclusão:

Como mencionamos neste artigo, a poupança possui inúmeros benefícios, como a isenção de impostos e taxas administrativas para pessoas físicas. Trata-se também de um investimento com baixo risco e rendimentos garantidos, se não forem realizados débitos fora das datas de aniversário das aplicações.

Mas considere apostar em outros tipos de investimentos, existem soluções no mercado com as mesmas características da poupança, que é o caso dos produtos de renda fixa. Eles apresentam as mesmas condições de solidez e taxas maiores de rendimentos, porém existe a tributação de impostos, mas que mesmo assim não inviabilizam a ideia do investimento, principalmente para aplicações por mais de seis meses.

Ao escolher um tipo de investimento adequado para você, leve sempre em consideração o seu perfil de investidor, as taxas de retorno dos investimentos analisados, o tempo que o dinheiro terá que ficar aplicado para apresentar a rentabilidade desejada, análise da solidez da instituição bancária escolhida e, lógico, identificar e mapear os riscos envolvidos na operação para calcular os verdadeiros ganhos e os perigos envolvidos de perder o valor investido.

Riscos na área financeira sempre existirão, e quanto mais riscos maiores serão os ganhos. Por isso, a nossa principal dica é que você diversifique os seus investimentos, mas que sempre tenha a poupança como um investimento confiável em que o seu dinheiro possa ser sacado a qualquer momento.

Esperamos que todas as informações compartilhadas aqui tenham sido úteis para ajudar você a entender como funciona a poupança. Agora é o momento de estabelecer suas metas financeiras e de alcança-las com a ajuda de uma conta poupança para guardar o seu dinheiro e planejar seu futuro.

15 DE OUTUBRO 2017

By | 2017-10-13T17:36:23+00:00 outubro 13th, 2017|Categories: Aplicação Financeira|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment