FUNDOS RECEFRENCIADOS

COMO FUNCIONA OS FUNDOS REFERENCIADOS

 

Conheça mais sobre os Fundos Referenciados DI

Se você pensa em se estabelecer dentro do marcado nacional como um bom gestor de finanças, seu autoconhecimento e suas práticas de gestão de finanças precisam ter os seguintes elementos:

  • Informação direcionada
  • Estudo de mercado
  • Análise de Investimento
  • Aplicações rentáveis
  • Ajustes financeiros
  • Persistência esclarecida

Talvez você leia de novo essa lista de 6 elementos e pense: “Como eu vou desenvolver esse conjunto de qualidades se estou começando agora como investidor?”

Foi por isso que preparamos esse post. A partir de agora, você vai aprender como esses elementos tem relação com um tipo específico de investimento: os Fundos Referenciados DI.

À medida que ler esse artigo, analise como cada um desses elementos pode te ajudar a investir da maneira certa e no momento certo nesse tipo de fundo.

Obtenha informações direcionadas sobre os Fundos Referenciados DI

Antes de investir num fundo, é preciso dominar todos os assuntos que o circundam. Acontece o mesmo que quando você vai pescar: antes de jogar a isca e esperar pegar uma boa quantidade de peixes, você precisa saber qual é o lugar mais indicado. Descobre-se isso por pesquisar sobre a melhor área de pesca. Só assim a pesca te dá satisfação.

Para investir nos Fundos Referenciados DI, é preciso saber se ‘o mar está pra peixe’, ou seja, você precisa entender bem esse tipo de investimento. Então, o que vem a ser os Fundos Referenciados DI?

Nesse tipo de fundo é preciso investir pelo menos 95% do valor de seu patrimônio em títulos públicos ligados à SELIC. O que vem a ser a SELIC?

Se você empresta ao governo uma porcentagem do seu patrimônio, seja ela qual for, ele te paga taxas de valorização por esse empréstimo. Essa taxa se chama SELIC, e ela é tão importante para as negociações que funciona como uma base de cálculo para outras formas de juros cobrados em âmbito nacional.

Os títulos públicos que mencionei antes (eles são conhecidos também como títulos do tesouro) também estão disponíveis no Tesouro Direto para os investidores.

Se a taxa SELIC aumenta ou diminui, isso influi diretamente no valor dos títulos públicos.

Em resumo, obter informações direcionada como essas ajudarão você à saber em que mar está pescando e se os Fundos Referenciados DI são a sua melhor opção de investimento.

O estudo de mercado e os Fundos Referenciados DI

Antes de dar qualquer passo em relação a investimento, é preciso estudar o mercado do momento.

Existe uma linha tênue que separa (1) obter informações e (2) estudar o mercado propriamente dito. Entender como são geridos os Fundos Referenciados DI é uma postura mais genérica; estudar as oscilações do mercado de momento é algo mais específico.

Quando se obtém informações mais precisas do atual momento financeiro nacional, você pode decidir o momento e a maneira mais correta de investir seus recursos.

Portanto, nesse sentido eu sugiro a busca de uma estratégia financeira de investimento. Contratar um especialista em finanças é, com certeza, a melhor saída.

Análise de investimento dos Fundos Referenciados DI

É preciso se conhecer antes de investir qualquer valor num fundo de investimento.

Por isso, uma consultoria financeira poderia te ajudar a conhecer melhor o seu perfil pessoal como gestor de finanças ou qual é o perfil financeiro de sua empresa.

Pessoas e empresas costumam ter necessidades diferentes. Demandas diferentes requerem investimentos diferentes. Isso precisa ser analisado antes de um investimento, seja maior ou menor.

Existem vários artigos que já postei aqui no blog que poderão te ajudar a traçar seu perfil ou o perfil de sua empresa. Só depois de traçar esse perfil financeiro é que se pode seguir em frente com a estratégia de investimento. Isso inclui também os Fundos DI.

As aplicações em Fundos DI serão seguras?

A pergunta acima é importante, pois a segurança anda de mãos dadas com a o histórico de rendimento do fundo. Como assim?

Quanto melhor o histórico de ganho de um investimento, menor o risco. Isso aumenta as chances de que você tenha rentabilidade real.

Como os ativos envolvidos nos Fundos DI envolvem títulos federais, você pode esperar rendimentos reais, mesmo que gradativos, a médio e longo prazo.

Por outro lado, outros tipos de investimento têm regras mais agressivas e, por outro lado, mais riscos de perda. Assim, a pergunta mais importante antes de entrar de cabeça em outros tipos de investimento é:

  • O histórico apresenta riscos ou segurança?

Os Fundos DI oferecem a oportunidade de aplicações mais rentáveis e tenho certeza de que a princípio você prefere uma postura financeira mais conservadora. Com o tempo, sua experiência e sucesso em investimentos poderá levá-lo com mais segurança a ‘águas novas’ e com risco maior.

Como lidar com ajustes financeiros?

Esses ajustes são necessários à medida que o mercado oscila. Investir ou não em alguns momentos será uma decisão a ser reavaliada.

No caso dos Fundos Referenciados DI, existe menos risco e isso possibilidade maior tranquilidade na hora de legar seus recursos ao governo. Se houver variação positiva na SELIC, seu ganho é maior, mesmo que gradativo. O risco de perda é mínimo e isso eleva a reputação desse tipo de investimento.

Quando precisar mudar o rumo de suas decisões com relação à investimentos, leve em conta os seguintes fatores:

  • A mudança que penso em fazer é realmente necessária?
  • Abrir mão de um investimento e me agarrar a outro é o mais indicado nesse momento da economia?
  • Permanecer investindo é mais seguro do que interromper o investimento?
  • Permanecer na mesma rota de investimento causará grandes perdas? Ou elas serão tão pequenas que justificam uma postura mais conservadora?

Essas questões te ajudarão a lidar com bom senso ao enfrentar novas ondas no enorme ‘mar de investimentos’ que o cerca.

A persistência esclarecida de continuar investindo nos Fundos DI

Como já dito, a SELIC é a base cálculo para o dinheiro que você empresta ao governo. Essa taxa costuma ter uma identidade bem clara, pois é a base de cálculo dos juros cobrados no país.

Assim, se você decidir ter uma postura mais persistente, faça isso de modo esclarecido. Busque razões no mercado para manter uma atitude conservadora. Nesse sentido, os Fundos Referenciados DI são a melhor opção que se poderia escolher.

Analisando o que você pode fazer na hora de decidir o melhor tipo de investimento, siga estes passos:

  • Busque informações bem direcionadas
  • Atualize seu conhecimento por estudar o mercado regularmente
  • Faça uma análise apurada para saber o melhor investimento a fazer
  • Faça aplicações que sejam rentáveis
  • Sempre ajuste sua postura financeira de acordo com o momento
  • Seja um persistente esclarecido

Ser arrojado ao administrar suas finanças te trará grande sucesso!

15/10/2017

By | 2017-10-13T17:53:03+00:00 outubro 13th, 2017|Categories: Aplicação Financeira|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment